Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Disclaimer:

O Capuchinho Vermelho e o Lobo Mau são personagens fictícios. Espero que o lobo mau não fique chateado por representar nesta história a Fnac Online. Afinal de contas, ele apenas se limitou a comer a avozinha e ainda por cima no final devolveu-a intacta apenas com uns restos de baba e fluidos estomacais.

 

Era uma vez há muito, muito tempo (há 1 mês atrás precisamente), um Capuchinho Vermelho que gostava muito de macs. Ele eram iMacs, iPods, iPhones, iPads, iSights, macbooks, macminis, airport express, time capsules e muitos muitos outros brinquedos com que brincava no seu quintal. O Capuchinho era tão fã dos seus iBrinquedos que já tinha convertido quase toda a família Capuchinho a este passatempo. Eram tantos os objetos que já falavam mesmo em fazer um museu.

 

Certo dia, o macbook do filho Capuchinho cedeu aos calores do verão e caiu enfermo. Já nem as aspirinas ou os desfibrilhadores podiam salvar o pobre macbook. Eis senão quando, o Capuchinho Vermelho decide oferecer à sua prole o seu todo poderoso mac e comprar um novíssimo iMac. Já tinha nome e tudo. Seria o iMac Terceiro seguindo a linhagem dos anteriores (um deles já peça de museu).

 

Nesse preciso momento, a loja do Lobo Mau apresentava a sua novíssima campanha de iMacs com um interessante desconto. O Capuchinho conhecia bem a Loja do Lobo Mau. Diz a lenda que já lá tinha gasto dinheiro suficiente para comprar uma casinha nova à avó que vivia no campo. Num ápice, animado com a perspectiva de adicionar um novo membro à família de brinquedos, o Capuchinho voa para uma cadeira de cartão VISA em riste, abre a tampa do seu glorioso macbook pro e com um misto de ânsia e emoção abre a página da famosa promoção da loja do Lobo Mau.

Os olhos brilhavam enquanto percorria a interminável lista de iMacs fresquinhos a pedir para serem comprados. Havia tanto por onde escolher. A cada movimento dos olhos aparecia um melhor e mais poderoso, com um extra qualquer que faria certamente toda a diferença. Após muita indecisão, lá se ficou por novíssimo iMac i7 de 27 inchas (uma incha é uma polegada na terra dos capuchinhos), Fusion Drive e placa gráfica extra super mega duper. Com a promoção de 20% do Lobo Mau aquilo ficava caro mas o Capuchinho já sabia que iria ser assim. 

 

Confiante, copia os dígitos do seu cartão para o site e...

 

 

Boom!  - Amanhã enviam aquilo para uma das lojas do Lobo Mau e eu vou lá buscá-lo. Mesmo a tempo do meu aniversário! Yupii - pensou o Capuchinho.

Durante a noite, enquanto o Capuchinho sonhava com a Fusion Drive e a placa gráfica rapidíssima, o Lobo Mau esfregava as mãos de contente.

Dizem por aí que de cada vez que o Lobo Mau debita um cartão VISA se ouve o som de uma máquina registadora: "catchim!". Os vizinhos nem devem ter dormido. Aposto que os 3 porquinhos acordaram cheios de dores de cabeça nessa noite.

 

 

O dia finalmente chegou e do Lobo Mau, nem notícias. A única atividade que o Capuchinho vira acontecer fora o débito do seu cartão VISA. É reconfortante verificar que a loja está muito bem organizada - disse para si mesmo. A logística deles deve ser do mesmo calibre. Certamente demoram mais um ou dois dias a processar aquilo na loja e não tarda nada ligam-me para ir buscar o iMac - pensou. 

 

Chegou o dia 10, ensolarado como os anteriores. O iPhone do Capuchinho sempre ao seu lado, à espera do telefonema do Lobo Mau. E nada… Intrigado, recorre de novo ao seu macbook pro e acede ao site da loja. Não queria acreditar. Então não podiam entregar os artigos? Nem uma explicaçãozinha? Um pedido de desculpas? "Ah, o caçador andou por aqui e o Lobo Mau teve de fugir para Paris mas já volta". Qualquer coisa?

 

 

Impaciente, o capuchinho contacta a Loja do Lobo Mau para obter explicações. 

- O que se passou? Há algum problema? Olhe que o meu aniversário já foi ontem! Então e o meu brinquedo senhores?

 

 

 

- Não! Não! Um erro de sincronização? Mas a loja é tão profissional, tão perfeita. Até me debitaram logo no VISA! - gritou o Capuchinho. 

O Capuchinho passou de vermelho a roxo. Quatro semanas! 672 horas! Quarenta mil, trezentos e vinte minutos! Co'a breca! Maldito lobo mau. 

 

Como evitar o desgosto? Como chegar a casa e olhar para o espaço vazio na secretária? A mesma secretária que dias antes fora cuidadosamente limpa e organizada para receber o novo brinquedo. Os cabos devidamente alinhados, a UPS a postos. Estava tudo previsto. Era só desembalar, ligar e esperar pelo reconfortante "tchaaaaaaam!".

 

Nos dias que se seguiram, o Capuchinho nem queria entrar no escritório. Onde antes reluzia a secretária em vidro acabada de limpar, viam-se agora restos de cartas, panfletos, contas a pagar e chávenas de café. 

 

Persistente, o Capuchinho decide manter a encomenda mas faz uma ressalva:

 

 

 

 

 

E pronto. Do mal o menos, pedem desculpas e garantem até 13 de Setembro - pensou. Esperemos até lá.

Os dias passaram. O Capuchinho deixava o macbook pro no trabalho enquanto em casa recorria a um velho macbook branco, a "Marmita" para consultar de vez em quando as novidades da loja do Lobo Mau. Chegou mesmo a pensar mudar-lhe o nome. Já não seria o "iMac Terceiro" mas "iMac Sebastião", o desejado.

 

E eis-nos chegados ao dia 8 de Outubro. Fazia exatamente 1 mês desde que o Capuchinho começara a sua odisseia. O iPhone toca "No caller ID". Do outro lado, uma voz calma identifica-se como sendo da Fn**, digo da Loja do Lobo Mau. Levanta-se, já sorridente, antecipando a boa nova. O Desejado chegou finalmente - gritou incontido!

Do outro lado, a voz continuou, "lamentamos informar mas não nos vai ser possível entregar a sua encomenda pois o produto foi descontinuado".

Enquanto ouvia incrédulo, o Capuchinho senta-se devagar. A sua orelha aquece. Os olhos fixam a letra F num cartaz na parede. É o F da fúria. A educação dos Capuchinhos impede-o de usar a letra F para invectivar a mãe o seu interlocutor. 

Este, continua: "propomos-lhe entregar um outro equipamento equivalente ou até melhor que vem substituir o anterior. Mas terá de aguardar pois o prazo de entrega é de 2 a 4 semanas".

A fúria dirigida à loja do Lobo Mau mistura-se com pena do pobre mensageiro titubeante. De nada serviria humilhá-lo ainda mais. É triste a história dos mensageiros. Que o digam os da Roma antiga quando traziam más notícias. "Ave Cesar. Trago-lhe más novas. O seu iMacum não veio mas temos um iMacorum alternativo se quiser aguardar pelos idos de Novembro". 

Vade retro! Quero falar já com o seu centurião! O Capuchinho exige falar com alguém responsável da loja. Alguém cujos denários e sestércios que leva para casa justifiquem um bom puxão de orelhas.

 

A centuriona responsável liga repetindo a ladainha. Avisa que a chamada será gravada para controlo de qualidade. O Capuchinho acede com agrado. "Que fiquem gravadas as minhas palavras" - diz. Que isso sirva para efetivamente saberem que "qualidade" não é termo adequado à loja do Lobo Mau. Antes a incompetência e a irresponsabilidade. São muitas as palavras começadas por "i" que o Capuchinho usa para caracterizar o serviço da loja do Lobo Mau; mal sabia ele que o i do iMac era uma delas.

 

A responsável continua: "se quiser, pode manter a encomenda. Em vez do que encomendou, iremos entregar-lhe um produto novo que vem substituir este".

Mas que produto é esse - pergunta o Capuchinho - quais as suas características?

 

A voz responde: 

- Não sabemos ainda. A Apple ainda não nos disse. Apenas nos diz que não pode entregar o que foi encomendado pois encontra-se descontinuado.

E conclui:

- Será necessário fazer nova encomenda à Apple e aguardar 2 a 4 semanas

 

O Capuchinho, já para além da raiva conclui:

- A senhora, no dia em que me iriam entregar a encomenda com 4 semanas de atraso, propõe-me aguardar mais 2 a 4 semanas por um produto novo cujas características desconhece. A senhora diz-me que só agora foram informados de que a Apple não pode enviar o que supostamente encomendaram há 4 semanas e quer que eu aceite uma troca por algo que não é capaz de descrever enquanto o meu cartão VISA foi debitado há 1 mês?

 

Mais triste do que enraivecido, o Capuchinho cancela a encomenda enquanto desabafa com os seus botões.

O estado a que chegaram a Loja do Lobo Mau e por arrasto a Apple em Portugal. Não é mau. É "rasco". Muito rasco. É pobre, pálido e patético.

 

 

 

À Loja do Lobo Mau fica o conselho: dediquem-se aos DVDs, PCs e outras tecnologias moribundas e deixem lá essa "coisa" da Apple em paz e sossego. 

À Apple fica outro: se estes são os vossos "agentes" no terreno, mais valia ficarem quietinhos e obrigarem-nos a ir comprar macs a Badajoz. Ficávamos todos mais bem servidos e com a vantagem de encher a bagageira com uns sacos de caramelos.

 

Update 10 de Outubro:

O valor não foi ainda devolvido. O Capuchinho ligou para a loja do Lobo Mau que fala em 5 dias úteis para a reposição do valor em causa.

It never ends...

 

Update 14 de Outubro:

Finalmente o valor aparece creditado no VISA.

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Rita Oliveira a 25.10.2013 às 10:48

Tem todas as bases para exigir que lhe creditem os juros relativos ao dinheiro que eles retiveram indevidamente durante essas semanas.

Comentar post



Sobre mim

foto do autor






Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D