Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




License to copy

 

Sempre que se tenta defender a premissa absurda por detrás do projeto-lei 118/2011, a tal lei 62/98 que decide taxar "preventivamente" os dispositivos de armazenamento e cópia, recorre-se ao exemplo da Taxa de Radiodifusão.

A premissa é esta: já que não conseguimos  controlar quem usa, pagam todos um pouco.

 

Então...

 

Se isto é verdade, posso assumir que ao comprar um disco "taxado" estarei legalmente abonado para o encher de pirataria?

 

Para quem queira saber mais:

 

Sobre o preço dos discos rígidos

 

Sobre o projeto lei 118/2011

 

Imposto sobre a cópia privada

 

Update: Para quem não tenha percebido o sarcasmo subjacente ao post, é óbvio que o direito à cópia privada não confere direito à pirataria. No entanto não serão poucos os que acharão esse um ressarcimento justo pelo imposto pago.

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Hugo a 06.01.2012 às 19:03

Simples, comprem os dispositivos de armazenamento online. Mais baratos e não levam com essas taxas cretinas. www.pixmania.com é só um exemplo.
Imagem de perfil

De Eduardo a 06.01.2012 às 19:30

Sim, o que vai acontecer é que as pessoas vão começar a comprar storage no estrangeiro.

No entanto, a pixmania é um mau exemplo pois a distribuição é feita em Portugal com lojas e faturação portuguesa pelo que obrigatoriamente irão levar com a famosa taxa.
Sem imagem de perfil

De Chico Feio a 06.01.2012 às 19:42

Essa é fácil, compra-se na Holanda, e nem se paga qualquer taxa cá em Portugal. Fica tudo resolvido. É só fazer uma vaquinha e comprar lá tudo o que se precisar de uma só vez, vão ver que vale a pena (e se puderem fiquem por lá, que este país já era, não precisão de continuar alimentar pançudos todos os dias)
Sem imagem de perfil

De zé tolas a 06.01.2012 às 20:18

Porque é que o preço dos discos aumentaram? estive agora a ver 1 disco 1 TB sata2 e custa mais de 100 euros, quando há um ano custava 60 euros... lol
Imagem de perfil

De Eduardo a 06.01.2012 às 21:38

Isso foi por outro motivo. Cheias na Tailândia mantiveram as fábricas fechadas durante imenso tempo o que provocou a escassez de discos. Daí o aumento de preço.
Imagem de perfil

De fernandoccpinto a 07.01.2012 às 02:00

Então, em todo o mundo e é só na Tailândia que se produz discos?... Percebi!
Imagem de perfil

De Eduardo a 07.01.2012 às 03:25

Eu explico :) O fenómeno é o mesmo que acontece quando se fala em embargo ao Irão e logo sobem os preços do petróleo. Não que o Irão seja o único produtor de petróleo, mas é dos mais importantes. A sua falta gera escassez e consequentemente diminui a oferta.
O mesmo acontece com os discos produzidos na Tailândia.
Ok ?
Imagem de perfil

De Eduardo a 07.01.2012 às 04:34

Já agora, aqui fica um link com informação detalhada: http://2jx.l8.sl.pt
Sem imagem de perfil

De ZMS a 07.01.2012 às 11:09

A primeira pergunta que me vem à cabeça é quanto discos rígidos são vendidos por ano em Portugal? E quantos leitores de mp3 e afins? E quantos computadores?

Estamos a falar de contas com muitos zeros à direita! Isto é a galinha dos ovos d'oro, uma espécie de taxa da mafia, pagar para protecção. Mas até aí a mafia é melhor porque depois de se pagar eles deixam-nos em paz.

Portanto quando alguém for a tribunal por downloads ilegais poderá subtrair à multa as taxas todas que pagou pelos respectivos dispositivos de armazenamento?....
Imagem de perfil

De Eduardo a 07.01.2012 às 21:41

São boas perguntas. O mercado de PCs do ano passado terá rondado os 700 milhões de euros em Portugal segundo o Technical Market Index. Será uma questão de tentar apurar quanto deste bolo representa storage. E depois há que juntar os cartões de memória nas máquinas fotográficas, telemóveis ,etc.

A segunda pergunta ainda é mais interessante. Se pagamos a taxa quer dizer que temos carta branca para piratear?
Sem imagem de perfil

De Zé a 07.01.2012 às 11:10

Antes de se escreverem coisas, convinha saber a diferença entre cópia pirata e cópia privada e respectivas legislações. Quanto a 'comprar lá fora', armados em donos do Pingo doce, também convinha saber que na maioria dos países europeus esta mesma taxa já existe e portanto, em vez de estarmos a apoiar os nossos autores, estaríamos a apoiar os autores estrangeiros!
Sem imagem de perfil

De Luis a 07.01.2012 às 17:23

Tens razão, em parte. Mas mesmo com a taxa, pelo menos no Reino Unido e em Hong Kong, esse tipo de material é bem mais barato que em Portugal. Além do mais, estou muito céptico quanto ao destino real das receitas dessa mesma taxa. A ir para a frente, como já alguém aqui referiu, estamos a falar de "muitos zeros"...
Mas tem mais: eu fotografo. Sou um amador como por aí há tantos. Acho ridículo agora ter de pagar direitos de autor para poder "armazenar" a minha própria obra...e em jeito de desabafo: TANTA TAXA JÁ ENJOA!!!
Imagem de perfil

De Eduardo a 07.01.2012 às 21:44

Zé,

Há duas questões. Uma é a existência de uma taxa "preventiva" segundo a qual, justos e pecadores são tributados. Parece-me mal e até anti constitucional. Esta questão existe desde 1998 pela lei original.

A segunda questão é a que deriva da proposta em causa. Nesta proposta a fórmula de cálculo é a grande aberração. Sim, existirão países europeus onde existe uma taxa (tal como em Portugal), mas em nenhum deles a fórmula encontrada é a que foi proposta cá. Esse é o grande problema.

Comentar post








Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D