Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Qualquer melómano que se preze conhece a máxima que regula a criatividade e a qualidade da produção musical. É daquelas certezas que não se explica mas que volta sempre como as marés. Melhor comparação ainda é a história dos lagartos nunca passarem do Natal. Ninguém sabe porquê, mas todos os anos acontece.
No caso da indústria musical, reza a máxima que a partir do terceiro álbum tudo muda. Perde-se o encanto, a novidade, a criatividade, em suma: a qualidade.
Antes de começarem a atirar pedras (Stones), escaravelhos e outras velharias, é óbvio que toda a regra tem excepção. Até mesmo os lagartos já ganharam qualquer coisa há uns anos atrás.

Vejam-se os Clã, os Dire Straits, o Joe Jackson, o Marcus Miller, os Trust, os Madredeus, etc...
São exemplos escolhidos por marcarem a diferença quando surgiram. E a todos aconteceu o mesmo.

Mas o que tem isto a ver com o Guitar Hero?

Tudo! Não imaginava que os criadores do jogo levassem a pseudo-simulação a este extremo.
Meus amigos, o Guitar Hero III é... UMA BOSTA!
Assim. Sem guarda-chuva nem luvas de pelica. Uma valente peça de lixo tecnológico.

Os mais desconfiados dirão: "Lá está mais um palhaço a falar mal do jogo só porque não consegue acertar duas notas seguidas". Eu ofendo-me com a segunda parte da frase.
Perdi horas a mais com o Guitar Hero I e II para poder dizer isto.

O GH III prometia ser a melhor coisa depois do bolo de chocolate com creme de leite. E tinha tudo para isso. Novas consolas, novas formas de conectividade, etc etc.
Infelizmente, ao terceiro álbum, perderam-se.
Comprei a versão para a PS3 (por não encontrar a da XBOX 360 em lado nenhum). Odiei.
Sim, os gráficos estão bons, o som também. A guitarra é bem melhor que a anterior e ainda por cima é wireless. A jogabilidade? ZERO.

Fazer um jogo que dependa da perícia e destreza do jogador é tarefa difícil. Difícil porque tem de ter uma dinâmica e mecânica impecáveis. O jogador tem de sentir total confiança quando executa uma "manobra", i.e. uma sequência de teclas premidas na mesma ordem e no mesmo tempo tem SEMPRE de produzir os mesmos resultados. Esse é o princípio fundamental. E isso acontecia no Guitar Hero I e II. Era previsível. Como um bom carro bem equilibrado.

Jogar esta nova versão é como conviver com um felino numa jaula. Nunca se sabe o que vai acontecer a seguir. Só o desfecho é previsível, i.e. negativo.
São inúmeras as secções das músicas em que a matemática não funciona e é substituída pela surpresa indesejável. Notas que sabemos que acertámos mas que a consola diz que não. É frustrante.
Depois de muito pesquisar e de ler comentários igualmente frustrados de outros infelizes compradores, ainda julguei tratar-se de um problema da versão PS3. Provavelmente justificada pela implementação wireless ad-hoc que usaram. As pressas de lançamento dão nisto. Ao invés de usarem o protocolo wireless que os comandos de PS3 usam, optaram por um wireless transmiter ligado por usb.
Crédulo e apaixonado do jogo como sou, fui atrás da versão PS2. Liguei-lhe as velhas guitarras das versões anteriores e o resultado foi o mesmo.

Conclusão? Incompetência e má programação. Tanto investimento em marketing deve ter limitado o valor disponível para o que realmente interessava.

Podia continuar aqui com mais comparações automóveis entre ferraris com motor de rega e um bom carro de rally, mas já é chover no molhado.

Não comprem!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Edson Medina a 16.12.2007 às 00:48

Esquece o guitar hero.

Compra isto:
http://www.notcot.com/archives/2007/12/guitar_vox_ohmi.php
Imagem de perfil

De entreparentes a 01.01.2008 às 09:55

Não desanimes..eu faço-te o bolo de chocolate com creme de leite !

Comentar post








Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D